Do mar para o prato

segunda-feira, 17/setembro, 2007

Os coreanos têm uma ilha de veraneio. Chama-se Jeju e é muito, mas muito bonita. Em Jeju, a coisa mais legal de fazer é ir até a costa e conversar com as pescadoras da ilha.

Pesca, em Jeju, é coisa de mulher. A economia de Jeju, além do turismo, é movida por duas atividades: agricultura e pesca. Pela tradição, os homens ficam com as lavouras e as mulheres com o mar (e também cuidam das plantações de chá).

Essa tradição é centenária, mas está acabando. Se antes pescar era praticamente a única forma de ganhar a vida para as mulheres de Jeju, hoje as garotas mais jovens têm a oportunidade de ir a Seul estudar. Por isso, a média de idade das pescadoras de Jeju é em torno de 60 anos. A mais nova é uma celebridade na ilha: tem 48 anos.

A rotina dessas senhoras é extenuante. Elas acordam todos os dias as 4h30 da manhã e saem para pescar. Trabalham sem parar até o almoço e, depois, prosseguem até as três da tarde. Depois, armam barraquinhas na costa para vender seus produtos aos turistas.

Nem é preciso dizer que os peixes e frutos do mar são uma delícia, pois são extremamente frescos. Saíram do mar para a tábua, literalmente.

Elas também vendem peixes apanhados na hora. Esse abaixo se chama wooruck.peixesnahora.jpg

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: