O português lilás…

sábado, 20/outubro, 2007

Ontem fiz uma dobradinha das boas. Fui almoçar no Trindade e jantar no Lola Bistrô.

O Trindade eu conhecia só de fama. É um filhote do ótimo A bela Sintra, do restauranteur (eu tô meio obtuso hoje, sorry) português Carlos Bettencourt.

Confesso que duas coisas me preocupavam no Trindade. A primeira não era bem uma preocupação, mas uma leve desconfiança. Eu estava curioso para saber se Bettencourt iria conseguir manter o grau de qualidade da Sintra num restaurante mais “simples”. Já a segunda coisa era uma preocupação mesmo: a localização do Trindade. Ele fica na rua Amauri, no Itaim Bibi.

Eu até gosto da rua Amauri. É super-conveniente para quem trabalha lá por perto, é bonita e cool. Mas, na maioria dos casos, os restaurantes de lá são mais points para ver e ser visto do que exatamente lugares bons para comer. Em outras palavras, eles têm muita frescura, pretensão e glamour – para pouco resultado gastronômico.

O Trindade conseguiu superar esses meus temores.

O ambiente é… bem, é descolado demais mesmo. Eu estava almoçando com a Mônica, uma grande amiga que é diretora de marketing de uma empresa multinacional, e nós concordamos que o restaurante é… lilás demais.

Essa cor até deve funcionar bem à noite, para dar um ar de balada, mas é um pouco over para o almoço. É a mesma sensação que eu tenho quando vou almoçar no Eñe, um restaurante espanhol cuja comida é sensacional, mas o ambiente é um pouco “boate demais”, com os sofás roxos, o cimento queimado cinzento e a fiação dos refletores à mostra…

Bom, voltando ao Trindade. Ele é lilás demais para o meu gosto mesmo. Mas a comida é ótima. O cardápio não é muito extenso: há quatro ou cinco pratos de cada família culinária. O ponto alto é o bacalhau. O restaurante não nega a raça e faz o prato com extremo capricho. O Nunca Chega (desfiado com presunto, ovos e batata palha) estava um primor. A Mônica pediu um à Gomes de Sá, bem tradicional, com batatas cozidas em rodelas e cebola. Eu dei uma bicadinha e estava show também. Também fiquei curioso para provar dois outros pratos do cardápio: um pargo grelhado à Nazaré (com molho de curry, manjericão e vinho branco) e um salmão grelhado à Vasco da Gama (com molho de açafrão e pimenta rosa). Vou ter que voltar lá para conferir eles dois (chato, né?).

Outro ponto alto do Trindade é um ambiente fechado que eles têm no andar de cima, feito especialmente para eventos e confrarias. É muito aconchegante, silencioso e sem o hype do salão principal (yes!). Além disso, o salão de cima dá acesso à adega do restaurante. Segundo Bettencourt nos explicou, a idéia é que o cliente vá à adega, pegue o vinho e vá curtir o almoço ou o jantar. Sensacional.

Apesar do bendito lilás, o Trindade foi aprovado com louvor. Estava lotado e deve ter uma longa vida por ali. Parabéns ao Bettencourt, que começou bem o novo empreendimento.

Eu ia falar do Lola agora, mas o post ficou grande demais… Leia mais no próximo comentário. 

Uma resposta to “O português lilás…”

  1. marcos Says:

    Sr. Eduardo Vieira.
    Qual o endereço do Amigo, gostaria de enviar o Bon Vivant para que o conheça e se possivel repassar aos seu circulo de amigos.
    O Bon Vivant é um periódico que tem o objetivo de oferecer aos seus leitores matérias prazerosas, dirigidas às pessoas preocupadas com sua qualidade de vida. Receber todos os meses a edição do Bon Vivant é estar por dentro das novidades na produção, comercialização e promoção de vinhos. O exemplar traz matérias e artigos que possibilitam aprender a diferenciar, reconhecer e caracterizar tipos de vinhos e derivados, traz também matérias sobre gastronomia e enoturismo.

    Estou entrando em contato para apresentar a nova campanha de assinaturas do Bon Vivant. Segue abaixo uma breve descrição. Também gostaria de destacar que estou à disposição para demais explicações, seja para pessoas de seu círculo de amigos, confrarias e associações que queiram participar desta promoção imperdível. Posso enviar folderes com a promoção. Para mais informações no site http://www.bonvivant.com.br .

    Atenciosamente,

    Marcos Mello
    Departamento de Assinaturas
    Bon Vivant
    “O melhor do vinho em suas mãos”
    54 3292-2500


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: