Americanos bons de copo

sexta-feira, 26/outubro, 2007

Vinho americano presta?

Eis uma dúvida freqüente dos consumidores brasileiros. A grande maioria acha que os americanos sabem mesmo é comer hambúrguer e tomar cerveja. Como os gringos não têm muita tradição vinícola, a tendência é acabar acreditando que os tintos e brancos deles são uma porcaria. Se não chega a tanto, pelo menos eles são bem piores que os sul-americanos ou europeus.

Esse é o pensamento comum, principalmente no Brasil. Sobretudo porque a oferta de vinhos americanos por aqui é muito, mas muito ruim. Poucas importadoras têm vinhos americanos em seus catálogos. E as que vendem, vendem caro. A triste realidade é que os vinhos americanos à venda no Brasil são raros e não valem a pena. Isso provoca um fenômeno curioso: muita gente que critica os vinhos dos EUA sequer tomou um golinho de um deles.

É uma pena. A verdade é que os vinhos americanos são ótimos. O canal é a costa oeste dos EUA: há excelentes exemplares de pinot noir no Oregon (perto da cidade de Portland, ao norte de Los Angeles) e fantásticos vinhos feitos com as uvas chardonnay e cabernet sauvignon na Califórnia, sobretudo na região do Napa Valley.

Nesta semana eu provei dois exemplares californianos. Dois cabernets feitos no Napa. Dois vinhos excepcionais.

O primeiro que eu abri foi um Sterling Vineyards Napa Valley Cabernet Sauvignon, safra 2003. Eu não conhecia o vinho. Quem me apresentou a ele, nos EUA, foi meu grande amigo Ricardo Cesar, autor do blog Carta de Vinhos, provavelmente o melhor blog do Brasil sobre o assunto. Estávamos viajando juntos a trabalho, na região do Vale do Silício (perto de San Francisco), e fomos ao supermercado procurar umas coisinhas para trazer ao Brasil.

sterling.gif

Dei sorte. O Sterling é coisa seriíssima. Recebeu 88 pontos da revista americana Wine Spectator, uma publicação reputada como guia confiável de compras. É uma pontuação alta, sobretudo se levarmos em conta que os vinhos dessa coleção, chamada Napa Valley, são considerados os de terceira categoria da vinícola. As coleções top do Sterling são os Reserva e os Single Vineyards.

Eu adorei o vinho. Encorpado, complexo, com muita estrutura e delicadeza. Assim como os grandes cabernets americanos, ele passa fácil como um grande vinho de Bordeaux. Maravilhoso.

No dia seguinte, empolgado com o desempenho do Sterling, abri outro vinho americano: um Robert Mondavi Winery Cabernet Sauvignon, safra 2004 (faça o download da ficha técnica da safra 2005 aqui).

mondavi.jpg

Também é um vinho ótimo, com muita estrutura e sabor. Mas eu achei um pouco pior que o Sterling. Menos elegante e menos pronto para tomar. Quem sabe daqui uns dois anos.

Enfim, questão de gosto. Mas o que importa é que os vinhos americanos deveriam ser tratados com mais respeito pelas importadoras. Os consumidores brasileiros perdem muito com a ausência dos gringos. O jeito é encomendar uma garrafinha para algum amigo que vá viajar para aquelas bandas. Definitivamente, vale a pena.

3 Respostas to “Americanos bons de copo”

  1. A.Bernarde Says:

    Costa OESTE !!!, nao leste.

  2. Pedro Says:

    Ola gostaria de saber se vendem aquele vinho night train no Brasil, se não vender, se vc conhece algum site de uma loja que possa exporta-lo pra ca.

    obrigado

  3. Ponte di Vino Says:

    Eduardo,

    Esse blog ainda esta ativo? Avise, pois se voce gostou do Sterling e Mondavi, quero convida-lo para provar vinhos californianos de vinicolas menores. Estaremos em SP durante a Expovinis com 20 vinhos diferentes, todos da California.

    Ana de Moraes


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: